16/12/2015

DESPEDIDA...

Eu sei,
Chegou o dia da sua partida.
Você precisa ir embora...
Embora, deixe um enorme vazio
Em meu coração. 

Esse dia chegou...
Chegou a hora da sua triste partida.
Se eu puder escolher,
Prefiro que não tenha despedida...
Vá, sem adeus!

Gostaria que sua partida
Fosse algo bem distante...
Ou, que nunca existisse.
Não desejei essa dor 
De abandono.

Sem ter o que fazer,
Desejo que sua despedida
Seja ao menos leve...
E não leve, 
O que de melhor deixou em mim.

Peço apenas
Que sua dolorosa despedida,
Deixe ao menos em meu coração,
Um lindo e florido jardim.

Deixe crisântemo, violeta,
Jasmim... Rosas.
Deixe margaridas, orquídeas,
Gardênia... Amapola... Açucenas.

Deixe meu coração tranquilo,
Sereno e em calmaria,
Feito o mar sem ondas revoltas
Em noite de lua minguante.

Eu não queria sua despedida.
Nunca desejei sua partida,
Feito rio em forte correnteza
Que busca novos horizontes.

Sua partida faz-me
Desmanchar em lágrimas de tristezas,
Feito o mar que mistura água e sal,
Sem encontrar
 Um novo destino.

Que sua despedida
Seja como a lua,
Que timidamente chega à noite
E pela madrugada sutilmente,
Vai embora.

Não queria sua despedida,
Seu abandono... Seu adeus.
Vá, e seja qual uma estrela
Que mesmo distante,
Deixa seu brilho.

Que sua  partida seja silenciosa...
Não me diga nada,
Apenas, deixe a luz do seu olhar
Em silêncio falar por ti.
Adeus! Adeus!

2 comentários:

  1. Amiga seu blog tem lindas poesía e palavras que alegra os coracao parabens pelo seu trabalho

    ResponderExcluir